Com o avanço das soluções digitais e a maior necessidade de proteger dados essenciais às organizações, ganha importância nas corporações a função de diretor de segurança da informação ou CISO (chief information security officer, na sigla em inglês). Esse profissional, que geralmente se reporta ao CEO, é o responsável por toda a política de segurança da companhia. Para especialistas, há escassez de profissionais para atender a demanda do mercado de mais emprego.

“A procura pelos CISOs ganhou evidência a partir de 2009, quando empresas admitiram ciberataques em sistemas baseados na China, e voltou a ter destaque em 2017, ano em que as invasões foram registradas em vários países”, analisa Leandro Bittioli, gerente da divisão de tecnologia da informação (TI) da Talenses, especializada no recrutamento de executivos.

Entre os grupos que mais contratam esses profissionais no Brasil estão as instituições financeiras, de telecom e varejo, além de startups. Em volume, cerca de 10% das posições que a consultoria Robert Half recrutou em 2017, para a área de segurança, foram de CISOs. Dependendo do porte da empresa, a faixa salarial média é de R$ 18 mil a R$ 35 mil, segundo a Talenses.

Leia mais…